Seu Navegador não tem suporte a esse JavaScript!
 
  • Adaílson L. Q. Coutinho Filho
  • Adaílson L. Q. Coutinho Filho
  • Alexsandro Cavalcante
  • Alexsandro Cavalcante
  • Claudio Marcelo P. de Farias
  • Claudio Marcelo P. de Farias
  • Diogo Coutinho Ramos
  • Diogo Coutinho Ramos
  • Gilberto Farias Oliveira
  • Gilberto Farias Oliveira
  • Junior de Morais Teixeira
  • Junior de Morais Teixeira
  • Maria Elizete de F. Almeida
  • Maria Elizete de F. Almeida
  • Niselma Martins Ferreira
  • Niselma Martins Ferreira
  • Robson Jose de S. Cordeiro
  • Robson Jose de S. Cordeiro

Câmara de Gurjão realiza sessão remota e encerra período legislativo ordinário

quinta-feira, 25 de junho de 2020

Câmara de Gurjão realiza sessão remota e encerra período legislativo ordinário

 

No último dia 22 de junho de 2020, a Câmara Municipal de Vereadores de Gurjão realizou mais uma sessão ordinária, desta vez através de videoconferência. Todos os vereadores do município participaram da reunião em que foram apresentados diversos projetos de lei.

O primeiro projeto analisado pela casa legislativa foi o PL 013/2020 de autoria do Poder Executivo. A matéria apresenta diretrizes para elaboração e execução da Lei Orçamentária de 2021. Para apresentar o Projeto de Lei, esteve participando da sessão o contador do município, Joilton Gonçalves, representando o Poder Executivo. Após discussão e esclarecimentos, os vereadores aprovaram por unanimidade.

Ainda durante a sessão online, o vereador Marcelo Farias apresentou seu Projeto de Lei Nº 009/2020, no qual denomina o Palco Principal do Evento Bode na Rua de “Palco Ex-Prefeito José Carlos Vidal”. Como justificativa, o vereador-autor explicou a trajetória do Ex-prefeito homenageado e sua importância como protagonista do sucessivo sucesso do evento. Para ilustrar a importância da aprovação da matéria foi apresentado um resumo da biografia do ex-prefeito José Carlos Vidal:

José Carlos Vidal, filho de Carlos Vidal de Negreiros e Ana Matias da Silva, natural da cidade de Gurtão-PB, saiu rumo a cidade de Campina Grande ainda adolescente para estudar, lá concluiu um curso técnico de serralharia. Seguiu, então, para a cidade de Patos, onde ministrou aulas de serralharia em oficinas. Surgindo oportunidades melhores, ele voltou para Campina Grande, onde foi gerente da PIB GÁS. Logo após iniciou sua vida como empresário, montando uma churrascaria em Patos. Foi nessa época que conheceu Eneida Gonçalves, com quem se casou e constituiu família. Mais tarde chegaram os filhos Carlos José, André e Jessica. Com sua visão de empreendedor, foi para João Pessoa e montou a DEFESA ENGENHARIA (empresa de paisagismo). No ano de 1996 decidiu ingressar na carreira politica com o propósito de ajudar no desenvolvimento de sua cidade natal. Foi eleito vice-prefeito ao lado do, na época prefeito, Inácio Caluete. No ano de 2000 se elegeu prefeito, reelegendo-se na eleição seguinte, o que o manteve no cargo por dois mandatos, até o ano de 2008. Durante esse período foi presidente da AMCAP (Associação dos Municípios do Cariri e Agreste Paraibanos) de onde trouxe muitas vantagens,não só para Gurjão, como para outros municípios, tais como o campus da UFCG instalado em Sumé, por exemplo, recebendo o titulo de cidadão Sumeense por isso.


O projeto foi amplamente elogiado pelos vereadores e a maioria enalteceu a importância da homenagem sugerida e, portanto seguiu com aprovação unânime.

A pauta da sessão contou com o PL 010/2020 de autoria do vereador Robson Cordeiro, que denomina de “Praça de Alimentação Sebastiana Lopes da Cunha (Sebastiana Fuba), a nova praça localizada no espaço da antiga rodoviária. O autor justificou seu projeto explicando a importância da ilustre cidadã que faleceu aos 102 anos de idade e é ícone de uma nobre família no município, como segue em sua breve biografia:

Sebastiana Lopes da Cunha nasceu em 20 de Janeiro de 1917 (por ter nascido no mesmo dia do santo guerreiro São Sebastião, foi homenageado com seu nome) no sitio Barroca Funda, à época município de Gurjão-PB, hoje, parte do Município de Santo Andre-PB. Filha da senhora Paulina Lopes da Silva e do senhor Marmule (De descendência árabe), agricultora e dona de casa, casou aos 17 anos de idade com senhor Martinho Francisco da Cunha, com quem teve 14 filhos. E, como todos os caririzeiros, passaram por dificuldades e lutas. E também festejaram todas às quintas-feiras com forró à luz dos candeeiros e muito diversão. Os filhos foram criados na obediência, respeito e muita fé. Em 1963, ela e 3 filhos ficaram doentes de febre amarela e, católica como era, fez uma promessa a São Sebastião que se ela e os filhos ficassem bons, todos os anos ela iria pedir uma ajuda para amigos e familiares para ele. “Me de uma esmolinha para São Sebastião”, dizia. Sempre depositava sua esmola aos pés do santo no dia 20 de janeiro de todos os anos. 1975 Dona Sebastiana mudou-se para a zona urbana do município, para a casa 203 da Rua Vicente Borges e, lá a família foi aumentando e já tinha 53 netos e com o passar dos anos já se tem: 128 bisnetos e 60 trinetos, totalizando 255 pessoas que se orgulha de dizer
que são dos Fubas. Conviveu entre nós durante 102 anos e, em 23 de Abril de 2019 a matriarca da família faleceu no hospital de Serra Branca. Porém, quem conheceu a Dona Sebastiana sempre a viu alegre, sorrindo e brincava com todos que passavam. Aos mais novos ela falava “Você é filho de quem?” ou senão “Já comeu? Venha tomar um cafezinho”, sempre cuidadosa com seus filhos e netos e atenciosa com todos. Assim era Sebastiana Fuba e será assim sempre lembrada.

Ao relembrar a família de Dona Sebastiana, os vereadores comentaram a justa homenagem, apoiando a iniciativa do vereador Robson, com voto de aprovação. O Projeto foi aprovado por unanimidade.


Outro Projeto em pauta foi o PL Nº 012/2020 de autoria do vereador Robson Cordeiro que disciplina o atendimento prioritário médico, ambulatorial e dentário, no âmbito do município de Gurjão. Pelo projeto recebem atenção prioritária nesses atendimentos, em ordem de prioridade, primeiramente os pacientes com doença crônica, depois paciente idoso, acima de 60 anos, autista, pessoa com síndrome de down, gestante e criança. O PL segue determinando que o atendente como responsável passível de advertência e o secretário de saúde co-responsável, podendo responder administrativamente, em conformidade com o Estatuto do Servidor. A matéria foi aprovada por unanimidade.

Robson Cordeiro também assinou o Projeto de Lei Nº 016/2020, denominando o Palco do Forró Pé-de-Serra do evento Bode na Rua (o Palco do Bode) de “Palco do Bode Rivaldo Barros de Souza”. Rivaldo foi um conhecido comerciante de Gurjão e um admirador do Forró Pé-de-Serra. O vereador autor, durante a defesa de seu projeto, declarou a importância da homenagem. ” Mestre Sanfoneiro Rivaldo fez história no nosso município cativando as suas amizades. Sempre que se lembra de Rivaldo, se lembra dele com alegria, com a sanfona no Mercadinho do Rivaldo, onde nós podíamos perceber a quantidade de pessoas e amigos que ele juntava para festejar. E como esse palco é na mesma rua que ele tinha o mercadinho, o Palco do Bode, como é chamado, eu não vi natureza mais justa do que denominar esse palco de Rivaldo. Lembrando de seus filhos, como Alex e Wescley, nós temos também uma lembrança viva e um carinho especial por Iracema, Iracema de Rivaldo como assim é conhecida, pelas suas ações em defesa dos que necessitam, em defesa dos mais pobres, daqueles que pouco tem para se alimentar e, sabendo do trabalho que Iracema faz junto ao Centro Espirita Francisco de Assis, com o o carinho e a dedicação que ela tem angariando bens par distribuir com os que mais precisam. Dizer da alegria que tenho de denominar esse palco do nome de Rivaldo, bem pertinho de onde ele ficava com seus amigos tocando sanfona, tocando fole, animando aquela rua, aquele beco, Antonio Coutinho, homenagem parecidíssima”, justificou Robson, apresentando a biografia do homenageado.

Rivaldo Barros de Souza, nascido em 11 de novembro 1950, em Barra de Parari, distrito de São José dos Cordeiros, filho de Hermilio Faustino de Sousa e Rita Barros de Souza. Ainda jovem foi trabalhar no Rio de Janeiro em 1974, em 1975 conheceu Iracema Emiliano com quem se casou em 1976. Com ela teve os filhos: Alex, Wescley. Durante 19 anos trabalhou nas redes de hotelaria na cidade maravilhosa. Em 1993, a família regressou à Paraíba e se estabeleceu na cidade de Gurjão. Aqui entrou para o comércio e montou o Mercadinho do Rivaldo, dividindo o seu tempo entre os negócios que garantiam o sustento da família e sua grande paixão que é o forró pé de serra. Rivaldo conquistou um caminho de admiração por todos, não só por ser um homem de bem, mas por ser um defensor dos animais abandonados a própria sorte. E, principalmente por valorizar os sanfoneiros da região. No dia 5 de julho de 2019 a sanfona chorou seu último lamento, com a despedida desse avô, pai, amigo, que se despede desse plano material.

Os vereadores presentes seguiram a indicação do autor, completando a homenagem justificada e, por isso, votaram todos a favor do projeto que seguiu tramitação com aprovação unânime.

Por último, como é regimental, os vereadores tiveram espaço ao Tema Livre para usar a tribuna. Encerrando, a Presidente Maria Elizete de Farias Almeida expressou seus agradecimentos, tomada de grande emoção, pelo desafio vencido, após dias de reclusão em virtude de contaminação pelo corona vírus, em meio ao luto pelo falecimento de seu pai. Elizete agradeceu aos funcionários da casa, a todos os vereadores pela força e apoio e um agradecimento especial a Deus por ter sido curada do Covid-19.

Por fim, a presidente encerrou o período ordinário legislativo, agradecendo ao poder executivo pela parceria, parabenizou pelo fim do lixão de Gurjão e pelas ações desenvolvidas no combate à pandemia e na assistência às famílias e finalizou com votos de um São João diferente, em casa, junto à família mas com saúde

Matérias relacionadas